BLOG

  • Dra. Luciana Gandra

Estufamento Abdominal

Atualizado: 17 de Abr de 2019


Acontece assim... Sem aviso prévio, aquela sensação de estufamento se instala!! Aí não tem roupa que fique boa, nem posição confortável. O incômodo parece não ter pressa pra ir embora. Obviamente existem diversas causas pra isso, mas vamos conversar sobre as mais comuns, e como podemos evitar esse transtorno com medidas simples e eficientes.



1️⃣ Evite comer demais. Espere seu corpo te avisar que tem fome!! Sabe aquela roncadinha na barriga, sensação de que você está vazia por dentro?? Acostume-se a sentir isso. Procure fazer alguns movimentos em jejum logo cedo! Vai sentir seus movimentos intestinais, acordando pra receber o alimento.


2️⃣ Mastigação, etapa crucial da digestão. Mesmo com uma dieta saudável, engolir alimentos sem mastiga-los adequadamente pode fazer com que você fique cheia de gases. Se prestar atenção (praticando Mindfuleating), vai notar que seu pensamento vai lá longe durante as refeições. No mundo perfeito, deveríamos comer atentas aos sabores, cheiros, ao movimento da comida na boca, deixando aquele bocado bem trituradinho antes de finalmente degluti-lo. As enzimas contidas na saliva já vão adiantando as coisas e isso diminui muito a chance de estufamento. Outra coisa, comer falando, com raiva, bufando.... péssimo negócio. Engolimos tudo inteiro, junto com ar (aerofagia) e já viu né??


3️⃣ Algumas doenças intestinais podem causar essa sensação de estufamento persistente. Quando ocorre alteração na consistência e odor das fezes, vale a pena procurar um médico e checar se está tudo ok! Parasitoses, diverticulite e intestino irritável estão entre as mais frequentes.


Irei escrever também sobre intestino preso, a principal queixa que acompanha os casos de estufamento abdominal! Fiquem ligados!

682 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Autocuidado : o que significa na prática ??

Quer saber exatamente o que é autocuidado ?? Na medicina integrativa estudamos as atitudes e mudanças no estilo de vida que promovem autocuidado. . . 1- Sono : precisa ser reparador, de 7 a 8 horas po